• Mari Goé

Vomit Bag Squad: Banda lança oficialmente a versão física de "Tales From the Bag"

A espera chegou ao fim. Após o lançamento em todas as plataformas digitais da música, através da união dos selos Grueosome Records que lançou na Europa e Marquee Records no Brasil, o novo álbum da Vomit Bag Squad, "Tales From the Bag" acaba de ser lançado no formato físico. O repertório de ‘Tales From the Bag’ conta com dez músicas autorais e um cover de ‘Stick in a Hole’, do The Accused, com participações da Yasmin Amaral (Eskröta), Robson Dionisio (Toxic Carnage) e Marcelo Araújo (Cerberus Attack)”, revela Daniel Pacheco, que dividiu a produção com Jhon França (Necronomicon Studio). “Yasmin Amaral, que compôs conosco a música ‘Fear The Chainsaw’, participa nos vocais principais de ‘Anck-Su-Namun’, enquanto Robson Dionísio em ‘Satanico Pandemonium’ e Marcelo Araújo no solo de guitarra de ‘What a Piece'”, acrescenta.


O Vomit Bag Squad foi formado em 2022 por Jhon França (guitarra, bateria e baixo, Cerberus Attack, Eskrota e Blasthrash) e Daniel Pacheco (vocal, Kultist, Farsa, ex-Cursed Slaughter), apresenta seu álbum de estreia, “Tales From the Bag“. A proposta do duo, que musicalmente mescla thrash, death metal e punk/hardcore, tem como foco contar histórias de filmes de terror em suas letras. “Soulmates Beyond The Flesh”, primeiro single que antecipou o lançamento do disco, foi inspirada no filme “Christine, o Carro Assassino” (1983), enquanto “Tomatoes of Death” traz uma temática que aborda o filme “O Ataque dos Tomates Assassinos” (1978).


Vomit Bag Squad - Tales From The Bag (Full Album, 2021) disponível nas principais plataformas digitais:

As composições do álbum, que contou com arte criada por Alcides Burn (Burn Artworks), foram feitas durante a quarentena, quase totalmente via internet. “Nós mesmos gravamos, produzimos, mixamos e masterizamos. Iríamos fazer apenas seis músicas, mas depois que enviamos o material para Armando Pereira, da Marquee Records, ele nos fez a proposta de lançar um full com 10 músicas e um cover. Aceitamos o desafio e o processo de composição rolou pela Internet”, conta Daniel Pacheco. “O grupo tomou forma no período de lockdown. Comecei a compor e Daniel a escrever as letras. Fomos nos animando com o resultado, pois colocamos toda a nossa experiência de anos de estrada e, claro, nosso amor por filmes de terror”, complementa Jhon França.



Fonte: Legion Brazil Necrohunderground (Assessoria)


aa43c293-5edd-4c6d-89ed-17bdf0b2ce2e.jpg