top of page
  • Foto do escritorPedro Nogueira

Uma resenha por dia: #17 The Beatles-Revolver


Eu devo confessar que eu nunca gostei muito dos Beatles, sempre apesar de muitos defenderem a banda por conta do experimentalismo, eu sempre achei uma banda bem chata, mas durante uma conversa com uns amigos do curso de inglês sobre música um deles comentou de como esse álbum mudou a música dos Beatles, eu fiquei curioso e decidi dar uma chance

Taxman o riff dessa música é contagiante, mas bom, apesar de não gostar do Beatles eu sempre achei Paul um ótimo baixista, e a linha de baixo dessa música é impecável, eu realmente estou curtindo o que estou ouvindo

Eleanor Rigby, ok uma música só com instrumentos clássicos, eu gosto disso, realmente eu gosto.

I’m Only Sleeping, uma música simples, é o que eu esperava do Beatles, música simples, mas eu a vibe ta me levando, igual o álbum do Motley Crue. Eu gostei da letra, é uma ode a preguiça, é apenas “ei deixa eu dormir, hoje eu to cansado”, essa é vibe.

Love You To bom essa faixa começa com instrumento diferentes, algo mais cultural e de outras etnias, é realmente o Beatles ficou bem mais experimental.

Here, There and Everywhere, aqui eu já comecei sentir um problema, esse é estilo de música que Beatles faz que eu não gosto, música de rádio, e apesar da música ser curta, eu senti como fosse uma eternidade.

Yellow Submarine essa música eu já conhecia, era uma das músicas que eu ficava cansado de ouvir por causa de alguns churrasco de família, é todo mundo passa por isso, então vocês sabem como é e já devem imaginar como eu me sinto com essa música, apesar dela ter toque experimental eu não consigo gostar dela.

She Said She Said uma letra estranha para um ritmo muito animado, claro, eu sei que na época fazer uma letra com pegada totalmente obscura e tals, mas uma letra que fala “eu sei como é se sentir como se estivesse morto” com uma pegada alegre, uau.

Good Day Sunhine, nesse momento eu estava desistindo de ouvir o resto do álbum, como eu disse, é um álbum simples, na época as músicas eram mais simples, curtas, mas a vibe “tudo positivo” no instrumental e sempre ter a mesma pegada já tava soando tudo repetitivo.

And Your Bird Can Sing me deu animada, ela tem uma pegada mais “pesada” sabe, mais animada, mais rock n roll, acho que isso para época era Heavy Metal.

For No One veio para me desanimar, pois de novo é o de sempre. Eu já não consigo mais achar características para descrever, pois tudo já soa mais do mesmo.

Bom eu não todas as faixas seguintes eu achei mais do mesmo, até que eu cheguei na última, Tomorrow Never Knows, aqui temos experimentalismo que eu gosto, esse som parece que as paredes estão se movendo, se é que vocês entendem o que quero dizer, esse é tipo de viagem que queria ouvir do Beatles.

Apesar do álbum ser um clássico e ser considerado o primeiro experimental, para mim ainda é um álbum clichê dos Beatles, apesar de ter gostado de algumas músicas não é um álbum pra mim, mas eu não posso dizer que ele seja ruim.



留言


bottom of page