top of page
  • Foto do escritorMari Goé

Top 10 novas descobertas de rock e metal internacionais




  • Brenna - "In Your Head"

Brenna é uma banda de rock alternativo de quatro que leva seus ouvintes em uma jornada desde o colapso até a eventual ascensão das cinzas. A sua música serve como fonte de inspiração que capacita os indivíduos a enfrentarem as suas lutas interiores e a encontrar força dentro de si. As canções de Brenna trazem esperança e segurança, lembrando aos ouvintes que eles não estão sozinhos enquanto navegam no caminho da recuperação e da cura.


Acho que essa é a primeira música de pop metal progressivo que ouvi na vida e gostei muito da experiência. Os vocais são muito bons, me lembrou da Hayley Williams em algumas partes, e o legal é que essa música não é nada previsível, tem uma melodia interessante e cativante.




  • Hey Gorgeous - "Dropping Direct"

Hey Gorgeous é um projeto musical baseado em Montreal/Canadá liderado pelo artista visual e músico Peet Massé, e sua música se articula em torno da noção de viagem e desdobra-se em dois paradigmas distintos: geografia e introspecção, espaço e mente.

"Dropping Direct" é o quinto e mais recente single lançado e em conjunto com outros singles que serão lançados no próximo ano, darão origem a um álbum completo em 2025. A narrativa das músicas significa apontar um conjunto de múltiplas vitórias pessoais que só poderiam ser alcançadas saindo de casa, abraçando o desconhecido e criando algo significativo além das fronteiras geográficas e psicológicas.

Essa música me lembrou o auge do rock alternativo, no início dos anos 2000, quando algumas influências ainda eram difundidas no punk rock! Adorei o conceito da música, é original, honesta, um desabafo, e a melodia fica presa na cabeça de quem ouve!


  • Coda Nova - "Entanglement"

Coda Nova é uma banda americana de rock progressivo/alternativo de Atlanta. Formado durante os tempos caóticos de 2020, o grupo trouxe uma nova relevância à marca do rock progressivo, capturando os elementos atemporais do rock and roll do Pink Floyd e do Rush, ao mesmo tempo em que se mescla com o apelo comum do rock moderno de hoje, tirando o chapéu para artistas como Coheed e Cambria, REM e Radiohead.

"Entanglement" é uma música mágica!!! A forma como va banda consegue fazer as transições entre as influências é algo encantador de se ouvir! Ouvir essa música é uma espécie de viagem, que te guia até uma avalanche de sentimentos, isso é algo raro hoje em dia!


  • Ronan Furlong - "Always Amazed"

"Always Amazed" é o novo single do músico irlandês Ronan Furlong. Esta canção de rock enérgica e otimista ultrapassa novos limites musicais à medida que a canção evolui, abrangendo elementos de música celta e até mesmo de música clássica ao longo do caminho.

O cantor apresenta uma abordagem de composição musical que é refrescantemente única e instantaneamente reconhecível, e desenvolveu um estilo distinto que abrange uma ampla gama de estilos e gêneros musicais.


Os acordes, vocais, melodias, tudo é tão mágico e rebelde ao mesmo tempo!

Essa música não é nada previsível, os solos de guitarra são emocionantes e todo o seu entorno nos enche de boas energias.


  • Possess - "Realms"

Possess é uma colaboração remota DIY entre a vocalista/artista Izzy Talkington e Ryan Sand, num projeto que contém elementos sombrios, ambientais e mais pesados. Seu objetivo é criar música que desperte uma conexão profunda e significativa com os ouvintes.


"Realms" é o mais novo EP da banda, e contém seis faixas que foram gravadas entre maio de 2022 e dezembro de 2023, e incorporam um tom sombrio, melancólico e cativante. Dos riffs inspirados no hard rock pesado aos vocais delicados, mas poderosos, essas músicas certamente se destacarão para um público que ama tudo que é sombrio e pesado.


"Perdida" é uma das principais músicas, e conta com uma mistura de vocais limpos e guturais, é uma música emocionante e pesada ao mesmo tempo, numa atmosfera profundas e com um fundo meio hipnótico!



  • Van Hoose - "Dancing With Demons"

Derik Van Hoose é um músico que mora em Illinois e é apaixonado por criar músicas com riffs de guitarra poderosos, experimentando composições e design de som. Em seu projeto de metal melódico, Van Hoose, ele colabora com outros músicos para criar músicas envolventes, porém contundentes, que possuem a intensidade do heavy metal e as nuances melódicas de vários subgêneros, incluindo o Metal Melódico.

O significado por trás de "Dancing With Demons", sue mais novo single, é conviver com os desafios das lutas pessoais e aprender a superá-los. Todos nós, em algum momento de nossas vidas, enfrentamos uma luta que temos que superar e, eventualmente, aprender a conviver com os demônios envolvidos.


É uma música muito profunda, a letra é fantástica, tanto o vocal quanto o instrumental conseguiram ser pesados e introspectivos ao mesmo tempo! Apresenta técnicas vocais incríveis, e me lembrou do Insomnium em algumas partes.


  • DemonScar - "Hand Of Kings"

Se você não está familiarizado com a banda em questão, o negócio é o seguinte: DemonScar faz música pesada e crua - uma mistura áspera e pronta de punk e metal, pontuada por uma vibração distinta do Motörhead e uma porção saudável de terror. Apenas um conglomerado de rock/metal/punk de Nova York!


"Hand Of Kings" é seu single mais recente e surpreende pela criatividade, ousadia e atitude! Seu instrumental não é previsível, pude sentir muitas influências de diferentes gêneros do metal e do punk, a combinação de vocais limpos e guturais também são incríveis, tudo torna essa música uma obra de arte muito peculiar, cheia de camadas e detalhes no fundo!


  • June Cleaver & The Steak Knives - "Must Be Nice"

June Cleaver & The Steak Knives é uma mistura de gêneros que de alguma forma desafia a lógica. Eclético e único, misturando atmosferas assustadoras com art rock orgânico. Os irmãos Chris e Pat Bradley, que compõem a banda explicam que seu single "Must be Nice" foi inspirado por certas pessoas que estão completamente convencidas de que você vai para o inferno, mas nunca questionam sua própria entrada indubitável no céu.

Mais um lançamento muito emocionante, recheado de rock n roll clássico, com um pouco de blues e psicodélico, uma combinação fantástica. O solo de guitarra que finaliza a música é bom, criativo e nostálgico também!


  • Scolopendra - "The Alienation Spread"

Fundada em 2007, Scolopendra começa em uma entidade furiosa misturando metal extremo e thrash de uma só vez e grava sua primeira demo em 2011, e hooje conta com dois álbuns completos lançados. Sua sonoridade evoluiu para uma música mais death metal técnica que adora tocar desde padrões cromáticos até rítmicos inusitados acompanhados de atmosferas sintéticas.


2024 marcará o terceiro álbum "Citadel Of Torment", ainda mais maduro e técnico que o álbum anterior.

Enquanto aguardamos o novo registro, seu último álbum deixa o ouvinte curioso, numa sonoridade que faz jus ao metal francês, conhecido por ser caótico e técnico!



  • S.J. Armstrong - "The Morning"

“The Morning” é o primeiro single de uma série de lançamentos de S.J. Armstrong para 2024, que levará ao seu terceiro álbum completo.

Musicalmente, esta faixa apresenta uma estrutura de camadas complexa com muitos sons diferentes que entram e saem sutilmente com delicados passeios de fader. Sendo responsável por tocar todos os intrumentos, produzir, gravar, mixar e masterizar sua nova música, S.J. se mostra um músico completo e capazes que conseguiu colocar toda sua personalidade e alma em seu trabalho, cuidando de cada detalhe de sua música. E a sensação que essa música deu me dá é exatamente esta, que ela é cuidadosamente elaborada, tem potencial, e uma energia reconfortante.


Comments


bottom of page