• Marcelo Prudencio

Suck This Punch: "A banda sempre se mostrou ser uma banda de álbuns"

O Suck This Punch é uma banda de metal de Limeira/SP, e recentemente lançou o álbum "The Evil On All Of Us", que vem recebendo boas críticas da mídia especializada!


Quem conto um pouco mais sobre a banda e do novo álbum foi o vocalista Tadeu Bon Scott e o guitarrista Phil Seven!


-Os dois álbuns do Suck This Punch, Fire Cold and Steel - 2015 e The Evil On All Of Us - 2021, tem um espaço de tempo grande entre eles, como está o processo pra um novo trabalho?

Tadeu: Salve galera, primeiramente obrigado pelo convite para a entrevista, muito grato pelo apoio desses dois grandes canais do underground, o canal Bloody Mary e nosso grande amigo Prudêncio. Vamos lá, temos uma linha de produção muito livre, digamos assim, apesar de trabalharmos com metas, buscamos sempre evoluir nossa produção. Ou seja, se na produção notarmos que o material não está bom, preferimos não lançar, acho que devido a isso acaba ficando uma lacuna grande de tempo entre músicas e clipes. Mas as produções continuam firmes e fortes.

-Qual a maior diferença que você vê da Suck This Punch de 2015 pra de 2021? Vê mudanças nas músicas, letras, etc...

E como a Suck This Punch pensa em trabalhar um novo trabalho? Pensam em lançar um álbum? Um EP? Ou vir trabalhando com singles?

Tadeu: A diferença da banda de 2015 para 2021 acredito que seja a maturidade e a forma de construir as músicas, começamos com uma ideia de uma banda de Rock'n'Roll e hoje temos um respeito na cena Metal e Thrash Metal, ganhando até a nomenclatura de Thrash Metal contemporâneo.

Enfim a banda sempre se mostrou ser uma banda de álbuns, apesar de trabalharmos singles algumas vezes, vocês podem notar que sempre que um single é lançado vem acompanhado de um lançamento de um álbum.

Sempre pensamos em álbuns na produção das músicas, casando com letras fortes e sempre contando um tema, uma história, algo que remete a questões sociais e psicológicas, enfim sempre trabalhamos com ideias para álbuns.

-Já existem letras, músicas prontas ou em andamento? Com essa ausência de shows a banda usou esse tempo para compor material?

Tadeu: Sim, eu e o Phil estamos sempre em constante produção, buscando a todo tempo trocar letras e riffs, acho que isso faz nosso trabalho ser grande, por sempre estar em constante evolução e produção.


-A banda investe em ótimos trabalhos visuais, com vídeos muito bem feitos das suas músicas, destaque pra Machines que é sensacional. Vocês acham que ao lançar uma música ter também um vídeo é essencial para trabalhar nessa divulgação de um som novo?

Tadeu: Com certeza, hoje em dia os vídeos tomaram conta de tudo, a todo instante você é bombardeado por produções excelentes, e não é como antigamente que para você ver um clipe você tinha que aguardar o Furia MTV passar, para você saber como seria aquele clipe. Hoje você tem o youtube, o instagram, etc, e as bandas precisam se adaptar a esse novo mercado.

Porém não adianta nada produzir um material por produzir. É necessário criar algo de qualidade para assim você ter uma junção de músicas, letras e imagem. Atingindo isso você consegue ter uma produção impecável e respeito pelo seu trabalho, e uma dica para as bandas, estejam abertos a críticas e nunca deixem o seu alter ego e narcisismo dominar seu trabalho, ou então vocês irão destruir tudo que produziram.




-The Evil On All Of Us foi um álbum lançado na pandemia, vocês sentem a necessidade de fazer mais shows em cima desse trabalho?

Tadeu: Sem dúvidas, a energia de palco é algo que nos faz muita falta, uma banda necessita desse contato, desta troca de energia. Principalmente pela loucura que temos de produzir músicas pensando na linha de palco, em como a galera vai curtir, como aquela música vai respirar no show, essas coisas.

Mas esperamos ansiosos o retorno as atividades o mais breve possível, para trabalharmos mais esse show do The Evil On All Of Us.


-Qual música do Suck This Punch não pode faltar nos shows?


Phil: Uma pergunta muito difícil. Hahahaha

É realmente complicado escolher só uma música. Eu, particularmente sou fã do disco todo, todas as músicas têm uma história, tem um sentimento envolvido, mas acredito que “Alone” seja um marco para a banda. Ela foi nosso primeiro single desse álbum, foi minha primeira composição com a banda, ela carrega uma carga emocional muito forte. Acredito que ela nunca saia do repertório.


-Em um próximo trabalho do Suck This Punch, pensam em participações ou ainda é muito cedo?


Phil: Nós já pensávamos em participações no “The Evil On All Of Us”, porém, não é um processo fácil. Nosso próximo trabalho já está em andamento, um pouco devagar devido à pandemia e outros obstáculos, mas já estamos trabalhando nele.

Surpresa? Sim, com certeza terá uma surpresa e também terá uma(s) participação.


-Pensando em tour, vocês pensar em rodar o Brasil? Acham viável fazer junto com bandas da cidade onde vai rolar o show?


Phil: Cara, a gente pensa em rodar o mundo hahahaha. É sério, nós temos um sonho e lutamos por ele, trabalhamos duro, damos o sangue. Nós vamos rodar por todos os caminhos que conseguirmos.

A ideia da união entre as bandas é algo que eu e todos da banda sempre pregamos, e sim, acho extremamente viável fazer shows com bandas locais, isso agrega visibilidade, agrega valor ao evento e sem contar na troca de cultura e conhecimento. E quem sai ganhando é sempre o público.


-Sobre o material da banda, como a galera consegue adquirir o merch do Suck This Punch?


Phil: Isso é fácil, é só ligar para 0800 hahahaha to zuando.

Entrando em contato pelo direct do Instagram, deixa uma mensagem lá que vamos responder.

E no próprio Instagram, na bio, tem um link com acesso a todos os nossos canais, inclusive um que leva direto ao WhatsApp da banda.

Lembrando que o nosso disco também está disponível em lojas como Americanas e Submarino

Ahhhh, tem Merch novo chegando, a próxima camiseta está sensacional.



-Muito obrigado por essa entrevista, foi incrível. Poderia deixar um recado para a galera que acompanha o canal?


Phil: Galera, eu só tenho a agradecer por todo apoio que vocês têm dado para o Suck This Punch, isso mostra que nossa união está dando certo, e é nessa tecla que insisto, temos que nos unir mais e mais, nos apoiar e fortalecer a cena.

Uma banda ajudando a outra, uma banda falando da outra, um simples comentário nas redes sociais já ajuda muito. E agora que os shows estão retomando, vamos comparecer e bater cabeça. Te espero lá.

Valeu, grande abraço.

Phil Seven


aa43c293-5edd-4c6d-89ed-17bdf0b2ce2e.jpg