top of page
  • Foto do escritorMari Goé

Skarno traz o novo hino Punk do Natal no single "Feliz Moralismo"


"Feliz Moralismo" tem a expectativa de causar o questionamento e tirar o ouvinte pensante do rebanho dizendo que os familiares são aqueles que estão com você nos momentos bons e ruins durante todo o ano, independente da hierarquia ou status. Que amor e empatia são os verdadeiros ensinamentos que Jesus quer que você receba, não apenas no dia do seu nascimento, e sim durante a sua existência. Tradição e religião são para trazer afeto e conforto, não um circo sádico em nome de uma família intitulada.


As músicas, My way, versão Sid Vicious, e Hell awaits, Slayer, foram inspirações para a introdução e base da baterista Vanessa. A letra surgiu de uma experiência pessoal do vocalista Rudi, a voz traz a interpretação arrastada de um velho contador de histórias. Já os sinos feitos com harmônicos vieram da criatividade do guitarrista Erick, que participou desse single junto com o baixista Alex.


“A letra surgiu de um texto que fiz em um dezembro bem longevo. Viajando para comemorar as datas de fim de ano, descobri que a família por parte da minha avó, não gostava do meu avô por ser a segunda relação dela. Minha mãe era fruto dessa relação, e sempre senti uma certa descriminação por parte deles. Pessoas religiosas, família acima de tudo (já sabe o quero dizer, né?) então essa situação me fomentou a contradição, hipocrisia e revolta por essas datas”, explica Rudi.

"Feliz Moralismo" chega acompanhado de um videoclipe. O enredo se passa em uma ceia de Natal, mesmo com a presença de Jesus (Léhi) os componentes da família, Rudi (tio cachaceiro), Vanessa (tia inconveniente), Erick (sobrinho ostentação) e Alex (papai Noel) continuam agindo com falsidade e hábitos distorcidos. “A ideia de colocar Jesus foi para causar impacto dizendo de maneira indireta que o puro de coração aberto é o verdadeiro ‘judas’ na ceia de Natal.


Apesar do teor cínico nossa intenção não é zombar da fé e nem da crença alheia, mas evidenciar a hipocrisia e delírio coletivo onde se esquece o real significado dessa data”, afirma Rudi. O audiovisual foi gravado em 2021 no estúdio Dharma, do baterista Rodrigo, banda Korzus. Com participação e gravação da produtora SNI (Sua nova ideia).



Comments


bottom of page