• Renan Soares

Resenha: Bullet For My Valentine - Bullet For My Valentine (2021)


Assim como a maioria das bandas das vertentes mais modernas surgidas em meio aos anos 2000, o Bullet For My Valentine sempre dividiu opiniões entre os headbangers, tendo aqueles que amam e aqueles que torcem o nariz para o seu som mais puxado para o Metalcore, onde eles juntam linhas melódicas com guturais intensos.


Mas independente de qual lado você se encaixe nessa equação, uma coisa posso garantir, o novo álbum homônimo do grupo britânico irá simplesmente explodir sua cabeça com um dos sons mais pesados que a banda já fez em seus quase 20 anos de atividade.


O disco é lançado três anos após seu antecessor "Gravity", que trouxe as linhas melódicas de forma mais destacada, e em meio a todas incertezas da pandemia da Covid-19, que parou o mercado fonográfico por mais de um ano.


E se o "Gravity" se destacou mais pelas partes melódicas, o homônimo vai completamente na contramão apostando mais nos guturais rasgados e boa parte das músicas, além do instrumental frenético perfeito para formações de mosh pits em shows ao vivo.


As duas primeiras faixas "Parasite" e "Knives" já jogam na cara do ouvinte com um soco bem dado na orelha o quão pesado o Bullet deixou seu som nesse novo trabalho, sendo músicas a qual a energia entra na pessoa de forma intensa.


Outras faixas do álbum que seguem a mesma linha das duas citadas são as "No Happy Ever After", "Shatter" e "Paralysed".


"Bastards" e "Can't Escape The Waves" podemos dizer que são duas músicas que ficam no "meio-termo", não tem um peso tão intenso quanto as que mencionei mais acima, mas ainda assim são pesadas, apostando um pouco mais no lado melódico.


E se há alguma música a qual podemos chamar de "balada" nesse álbum, certamente essa seria a "Rainbow Veins", por praticamente não conter linhas de vocais mais "sujos" (só em momentos específicos), mas está longe de ser o tipo de canção que sua família gostaria de ouvir durante o churrasco de domingo.


Com isso, podemos ver que o Bullet For My Valentine aproveitou a pausa do mundo para soltar toda a raiva contida dentro deles nesse maravilhoso novo álbum, que certamente é um dos melhores que a banda já fez até hoje.






TRACKLIST


01 Parasite 02 Knives 03 My Reverie 04 No Happy Ever After 05 Can't Escape the Waves 06 Bastards 07 Rainbow Veins 08 Shatter 09 Paralysed 10 Death By A Thousand Cuts

_canalbloodymary_edited.jpg