top of page
  • Foto do escritorMari Goé

O chileno J.P Krom lança novo single e mostra toda sua alquimia esotérica e pesada no “Astrometal”


Crédito: Fotos por Valéria Jara (@valejarag)

O cantor, compositor e guitarrista chileno J.P Krom (nome artístico que foi extraído dos quadrinhos de Conan, o Bárbaro) criou o seu próprio estilo musical, uma mistura mística de conceitos astrológicos e esotéricos, cheios de metáforas que se sobrepõem aos sons e estruturas do Gothic, Dark e Pagan Metal, tudo aprimorado com impressionantes efeitos visuais.

Além de uma grande variedade de influências, o músico ainda incorpora elementos como o sinfônico, o experimental e até o eletrônico, criando o "Astrometal", estilo musical que dá nome ao seu terceiro álbum, que será lançado em formato EP de seis faixas em setembro.

"Luna Plutón", primeiro single do novo disco, trazendo letras em espanhol, foi lançado no dia 17 de agosto em todas as plataformas digitais e teve um belíssimo videoclipe.


Confira o videoclipe para “Luna Plutón”:

"É um som moderno para uma composição não tão moderna assim, já que ela foi composta com outro andamento e arranjos há mais de 6 anos (risos). Me inspirei pelo lado esotérico e místico da mitologia romana da deusa Diana/Lua misturada com o deus grego Plutão/Hades", comentou o experiente músico que, além de ter um timbre bem parecido ao de Peter Steele (Type O' Negative), recentemente abriu os shows da banda portuguesa Moonspell, em sua cidade natal, Santiago, no Chile, onde executou pela primeira vez ao vivo a faixa "Luna Plutón".

Já sobre a temática da faixa, J.P. Krom detalhou: "Luna Plutón nos fala sobre segredos familiares obscuros, mantidos no escuro de nossas mentes. Segredos que todos nós temos, e alguns sabem e os usam para nos manipular, gerando ressentimento e uma obsessão com essas emoções fixadas nas profundezas. Parece que nada pode tirar nossa culpa, que na maioria das vezes tentamos negar."


"Astrometal" trará seis faixas intensas, profundas e poderosas como verdadeiras viagens sombrias e esotéricas que são uma evolução óbvia de seus trabalhos anteriores, "The Inner Gods" (Álbum/2017) e "Yod" (EP/2021), ambos elogiados por publicações de metal na América do Sul, América do Norte e Europa. E, falando em Europa, a banda em breve divulgará a participação em alguns grandes festivais na Alemanha e Holanda!


Além de J.P. Krom, a banda é formado por Reynaldo Catalán (Baixo), Braulio Morales (teclado) e Franco Mitchell (bateria)


MAIS INFORMAÇÕES:

Nomeando-se como 'filho de Netuno', J.P. Krom formou-se em música e envolveu-se fortemente nesse período com muitas obras de compositores clássicos renomados. Suas primeiras influências dentro do Rock e Metal fora o Slayer, Dream Theater, Guns N' Roses e o Sepultura, mas foi graças ao seu grande interesse pelo lado esotérico e místico que inclinou-se com o tempo para o lado mais sombrio, teatral e efervescente de bandas como, por exemplo, Type O’ Negative (principalmente os clássicos álbuns "Bloody Kisses" e "October Rust"), Moonspell, Paradise Lost e The 69 Eyes, ingredientes finais para sua verdadeira alquimia do Metal.


J.P. Krom contou como surgiu esse seu interesse pelo lado esotérico e místico: "Após eu ganhar de uma senhora pagã um mapa astral resolvi me aprofundar no irresistível conceito do esoterismo, astrologia e o poder dos signos. Para reis e homens poderosos, um mapa astral serve para ver e prever o futuro, mas para mim é uma ferramenta de autoconhecimento facilmente compreendido no momento em que nós, seres humanos, nascemos".


Fonte: JZ Press

Comments


bottom of page