top of page
  • Foto do escritorMari Goé

NIHIL9 comenta faixa a faixa do EP Reina o Caos


O quinteto paulistano NIHIL9 expandiu horizontes e trouxe novos elementos do dark rock no recém-lançado EP Reina o Caos (parte 1), disponível nas principais plataformas de streaming.


Ouça Reina o Caos aqui: https://rebrand.ly/NIHIL9_ReinaOCaos.


Reina o Caos é o segundo EP do NIHIL9, na ativa desde 2017. São quatro faixas em que a banda faz um balanço exato de elementos de décadas passadas entre nuances contemporâneas da música subterrânea. A produção, mixagem e master foram feitas por Samuel Bassani, baterista da banda Calma.


A banda foi recentemente anunciada como atração do Dark Fest, que acontecerá dia 26 de junho no La Iglesia (Pinheiros, São Paulo/SP), ao lado de outras bandas de Post Punk e Gothic Rock que vão ganhando destaque na música. Será mais uma oportunidade da NIHIL9 tocar Reina o Caos na íntegra.


Para reforçar a divulgação do EP, a banda comenta faixa a faixa:

Reina o Caos: a música de abertura representa uma evolução para a banda, com diversas variações de andamento e referências a filmes clássicos de terror.


"A Reina o Caos é uma música que fala sobre tempo e espaço, sobre como tudo está fora do nosso controle, mesmo que às vezes nós acreditemos que está. A vida é essa dualidade constante, luz e trevas; enquanto uma criança nasce um sonho morre e alguém falha em algum lugar do mundo".


Sinal e Ruído: apesar de ser a mais simples do EP, é a mais complexa por trazer influências sonoras e estéticas do universo de Neil Gaiman, Peter Murphy e Seal (nos backing vocals). Possui uma mixagem cristalina.


"A música é baseada na Graphic Novel de mesmo nome do Neil Gaiman e é um poço de contradições pois combina uma Harmonia Misteriosa e de certa forma mais positiva e dançante com uma letra que fala sobre a morte. O instrumental é todo trabalhado para buscar a atmosfera das artes do Dave Mckean e o texto é uma síntese que combina a história da HQ com nossa forma de escrita".


Tudo que Nasce: uma música com mais de cinco anos com uma estrutura melódica que se repete em linhas instrumentais diferentes, uma só piano e voz e outra parte com a banda toda.


"O destaque aqui, além dos pianos e teclados no final, ficam para a linha de guitarra que tem como inspiração direta os últimos disco do Katatonia e também a linha de baixo que é uma das mais sentimentais já feitas pelo baixista Edu".


Derrame sobre a Terra: a música é a continuação direta do primeiro EP, Consciência Sobre o Tempo e a Existência.


"Foi o som que reacendeu nossa vontade de compor e tocar. Ela resume a essência da Nihil9, pois traz simplicidade, uma atmosfera mística e dark em uma melodia marcante e pesada".

Fonte: Tedesco Mídia

Comments


bottom of page