top of page
  • Foto do escritorMari Goé

Metal News #14: lançamentos de metal alternativo e extremo internacionais

Nesta última edição do Metal News, bandas internacionais de estilos variados estão marcando presença. Metal Polonês, Alemão, Peruano, Chileno até classic rock estaduniense e canadense. Confiram na matéria e conheçam novos artistas!

-Amerakin Overdose - "Toxic"

O vocalista Cody Perez descreve este novo single 'Toxic' "como o amor pode ser destrutivo entre duas pessoas que não foram feitas para ficarem juntas. Ele explora temas de manipulação, controle e ciúme em relacionamentos abusivos e tóxicos."


Amerakin Overdose é uma banda de industrial/Nu-Metal de Portland/EUA, e lança agora seu novo LP "Artificial Infection" com faixas produzidas pelo produtor ucraniano Nikolas Roy Quemtri no NRQ's Studio, e conta com "Toxic", e alguns relançamentos de clássicos da banda.


Realmente é uma tarefa difícil não cantar junto essa música, o refrão é uma loucura. Todo o trabalho vocal é cativante e intenso, a melodia é emocionante e toda a música convida o ouvinte a se levantar e iniciar um mosh pit.



-Wirefall - "Pride"

Fundindo o estilo de renomadas bandas de metal alternativo com a atitude do hip-hop contemporâneo, a Wirefall traz o passado para o futuro através de sua mistura eclética de estilos. A ambição desta banda polaca é a de sempre buscar novas formas de aprimorar sua expressão sonora, o Wirefall é considerado a arma secreta da cena do metal alternativo polonês.


A letra de "Pride" é legal, a melodia é cativante, as partes do DJ são insanas também, me lembrou o Linkin Park em algumas passagens, mas ainda soa muito original e promissor.


-Voidchaser- "Star-Crossed Lovers"

Voidchaser, o conjunto de metal progressivo com sede em Montreal e Estocolmo, mais uma vez ultrapassou os limites do gênero com seu último single, “Star-Crossed Lovers”. Esta faixa de prog metal pesado promete ressoar entre os fãs. Inspirando-se em icônicos

artistas como Opeth, Dream Theater, Between the Buried and Me e Haken, a Voidchaser oferece uma jornada musical que é ao mesmo tempo pesada e dinâmica.


Essa é definitivamente uma música imprevisível, eu não sabia o que esperar dela, mas é realmente muito emocionante. Ambos os vocais são legais, com técnicas boas e difíceis.



-Never - "A Picture Of Blood"

Prepare-se para um ataque auditivo implacável enquanto NEVER, a feroz banda de deathcore do coração da Alemanha, lança seu novo single, “A Picture Of Blood”.

O single é um ataque irrestrito aos sentidos, é feito para os movimentos de dança mais odiados já conhecidos. No verdadeiro estilo NEVER, esta faixa é um dedo médio desafiador para a conformidade, canalizando agressão bruta e energia imparável.


É uma música curta, mas com certeza é direta e como dizemos aqui no Brasil, “sem massagem”! Essa música atinge os ouvidos do ouvinte, com breakdows massivos e vocais ameaçadores. É um desafio ouvir essa música sem começar a bater a cabeça imediatamente.



-Autumns Eyes - "Betwixt Wind & Water"

AUTUMNS EYES é uma banda estadunidense de metal inspirada no Halloween e em filmes de terror. Desde o início da banda em 1999, o único membro Daniel Mitchell teceu inspiração do lado mais sombrio da criatividade, desde Tim Burton até Type O Negative.


Inspirando-se em Tim Burton para Type O Negative, o último álbum do Autumn's Eyes, "Grimoire of Oak & Shadow", marca o último álbum da banda solo de gothic metal da Nova Inglaterra.


Eu simplesmente adorei a música "Betwixt Wind & Water", não conhecia a banda antes, mas agora ganharam uma nova fã!

Adorei as guitarras, a letra, a melodia e os vocais, tudo tão expressivo e comovente, impossível de ouvir apenas uma vez.


-Eon - "Eon"

Eon é uma banda peruana/venezuelana de Death Metal inspirado na ciência e no terror cósmico. “Eon” é o terceiro single do novo LP - Eon e transporta você em uma viagem cativante pelos processos geológicos e históricos do nosso planeta. Inspirando-se na curiosidade inerente à natureza humana e na sua busca contínua de conhecimento e autoconsciência, a composição apresenta-se como um manifesto elevado dedicado à Terra, ao cosmos, à vida, à morte e à eternidade.


Aprecio muito o trabalho da banda, o som deles fica melhor a cada novo lançamento. Os vocais são profundos, a melodia e as linhas da guitarra são brilhantes, a melodia parece entrar na nossa cabeça e hipnotizar ou nos deixar num estado mais contemplativo.


-Messiahnide - "Betrayed by Birth"

Messiahnide é um coletivo sombrio e miserável de músicos sombrios e ansiosos que fazem música para seu próprio descontentamento e especialmente para o descontentamento dos outros. Seu último LP “Demonic Possession with Intent to Distribute” é uma prova de desdém e desconforto.


Eu sei que a intenção da banda é a de fazer músicas para desagradar outras pessoas, mas caramba... essa música é bem legal para quem aprecia música extrema e barulhenta. É um black metal cheio de ira e desespero.



-Killed by Sorrow - "Careless of this Sadness"

Killed By Sorrow é uma banda de Hardcore/Metalcore do Quebec/Canadá. Formado em 2000, o grupo fez diversas apresentações incluindo abertura para o grupo sueco Raised Fist, já tocou ao lado de Killswitch Engage, Despised Icon, Stick to your Guns e muitos outros.


"Careless Of This Sadness" é definitivamente como “e se adicionássemos um pouco de groove ao Hatebreed”, e o resultado é doentio! Os breakdowns, as batidas, vocais e letras são insanas.

As guitarras também são muito emocionantes, e ouvir essa música em um show ao vivo deve ser uma experiência maluca.



-Black Holiday - "The Battle of Triumph"

Misturando o ritmo e a melodia das grandes bandas suecas com a urgência do thrash californiano, bem como a escuridão e os traços musicais do black metal, a Black Holiday foi uma das principais bandas de metal underground a surgir em LA/Orange County, Califórnia, no início década de 2000.


Depois de um hiato, a banda relança seu priemiro álbum e EP via LockOut Music. O mundo está definitivamente pronto para mais, a música da banda é insana, selvagem, cheia de ira e poder. O refrão é de "The Battle Of Triumph" é muito cativante e envolve o público nessa atmosfera obscura e rebelde.


-JBNG - "Mound of sound"

Música rock feita por pessoas que sentem o estilo em suas veias, o JBNG é um projeto canadense que tem como premissa fazer um som cru, simples e genuíno, aspirando toda a verdade do artista.

"Meh" é uma música tão legal, a melodia é simples, mas muito cativante. E é imprevisível, cada nota era uma surpresa e eu não sabia o que esperar dela. O resultado é bem surpreendente.


-Sentimental Mercenaries - "Darkest Hour"

Sentimental Mercenaries é um projeto formado em Israel. O primeiro lançamento, "Chapter One" já foi lançado e mais dois capítulos (álbuns) estão por vir, todos variando entre Prog Rock e Extreme Metal.


"Chapter One" é uma viagem musical autobiográfica à mente cicatrizada de Gil E. Baterista e letrista do Sentimental Mercenaries. Com temas de perda, envelhecimento, solidão, angústia da guerra, saudades, crise existencial e de identidade de uma alma atormentada, Sentimental Mercenaries certamente irá capturar seus ouvidos enquanto invoca pensamentos profundos.


Esses vocais me lembraram Machine Head em algumas partes, muito legal. Os solos de guitarra são emocionantes, a música em si é pesada e comovente, melancólica com algumas partes de doom metal.



-Richard Savoie - "Dehors"

Veterano da cena musical de Quebec, Richard Savoie lança uma nova música, quatro anos após seu projeto solo M. Decibel.


Com “Dehors”, o power trio de Quebec oferece um rock cativante que lembra aquelas músicas clássicas de “road trip”

Adoro essa energia do rock clássico pra cair na estrada, é impossível não ser uma música muito emocionante! Essas guitarras, os vocais, o refrão, uau, tudo é selvagem e maravilhoso.


-NexaTone - "Pixel Paradise"

Estrela em ascensão na cena do rock progressivo, NexaTone, acaba de lançar um novo álbum inovador intitulado 'Chronicle of the Rift' em 27 de março de 2024. Este último trabalho continua a redefinir os limites do gênero, unindo trabalhos de guitarra intrincados e ritmos complexos. com paisagens de sintetizadores futuristas.

Cada faixa é uma odisséia – às vezes poderosa e enérgica, às vezes introspectiva e cheia de nuances, mas sempre com uma assinatura sonora distinta.


Sobre "Pixel Paradise", que música poderosa! Os vocais e guitarras são emocionantes, o refrão é cativante e a melodia parece realmente transcendental.

Essa música é moderna, mas parece ter uma conexão profunda com seu público.


Comments


bottom of page