top of page
  • Foto do escritorMari Goé

Metal News #13: lançamentos de metal internacionais

Apresentando novidades como thrash golf metal do Canadá e metal punk de Madagascar, a lista de hoje traz para os leitores 15 lançamentos de black metal, post hardcore, folk rock, prog metal e muito mais, confiram e conheçam bandas novas!

-Lunar Veil - "Smile of Misery"

Lunar Veil é uma banda de metal de Uppsala, Suécia. Com uma energia encontrada apenas na cena da música progressiva moderna, seu som é caracterizado por paisagens sonoras atmosféricas e melódicas sobre um fundo cru.


Os suecos tem um jeito especial de fazer música, eu adoro isso! Em seu novo single "Smile Of Misery", os vocais são incríveis, as guitarras rítmicas são muito emocionantes, eas letras são cativantes e fáceis de cantar juntos.


Essa música para mim foi muito imprevisível, eu não sabia o que esperar..e estou surpresa com o resultado. Não consigo comparar essa música com nenhuma outra banda que ouvi, isso é raro hoje em dia.


-Bödel - "Bilan Faller"

Bödel é uma banda sueca de hardcore punk formada o final de 2023, cuja proposta no é a de reinventar a roda, mas tocar hardcore e punk baseado em d-beat, do jeito que sempre foi feito. Depois de agitarem a cena sueca, eles finalmente assinaram um contrato de gravação com a gravadora norte-americana Atrocious Disarray para lançar seu primeiro vinil durante o outono de 2024, em cooperação com a gravadora punk sueca Distat.


“Bilan Faller” é o primeiro single a ser lançado e apresenta os poderosos e raivosos vocais de Leya, com um instrumental rápido e feroz se juntando a uma letra cujo refrão soa muito com um grito de guerra, encorajando o ouvinte a gritar junto com a banda.



-The Dawn Razor - "Point Nemo"

The Dawn Razor é um projeto solo de Death Metal criado em Paris em 2017 por Sylvain Spanu, vocalista e guitarrista principal, e têm influências de death e black metal contrastadas por solos de guitarra melódicos e insanos. Também se inspira nas ideias e pinturas do sublime movimento da era romântica.


Sua nova música é "Point Nemo", apresenta uma mistura de vocais de thrash metal com instrumental de metal extremo, e o resultado não poderia ser mais excitante. Os solos de guitarra são insanos, impossível ouvir essa música e não querer estar em um moshpit.


O refrão é emocionante, os instrumentais e os vocais são muito fortes e cativantes.


-FieldHockey - "Ecdysis"

Um dos nomes em ascensão no ​​pós-Harcore estadunidense, unem ao seu som influências de metal alternativo e pop punk.


"Ecdysis" me lembrou um pouco do Deftones e também do Funeral Of A Friend em algumas partes. Os vocais são raivosos, as melodias de guitarra são muito modernas e alternativas, mas também pesadas e cativantes. Essa música vai fazer o ouvinte desejar um disco completo!


-Varia - "Moonlight"

"Moonlight" é o novo single da banda de Melodic Post Hardcore da Virgínia, EUA.

A música apresenta riffs de alta energia e bateria poderosa para acompanhar o timbre rico e emocional do vocalista. Esta música penetra no coração e na alma refletindo a riqueza de emoções transportadas pela profundidade da letra. Este é o terceiro lançamento do próximo EP de Varia que ainda está em desenvolvimento. Mas a energia e a emoção crua desta música dão o tom perfeito para o que está por vir em 2024.


A letra fala sobre os abusos que o vocalista da banda sofreu quando ainda era criança, o que deixa a música definitivamente pesada e de partir o coração, assim como os solos de guitarra! Esses breakdowns no refrão são selvagens, muito emocionantes. Os vocais são os mais legais, ele é muito expressivo e técnico.



-Dead Men Don't Wear Plaid - "Grievance"

Dead Men Don’t Wear Plaid é uma banda anônima de metal dos EUA que mistura metal moderno, metalcore, EDM, pop-punk, terror, hardcore e muito mais.

Seu último single “Grievance” captura a essência da banda e mostra seu estilo único de “party metal”.


A música é impressionante, tive que ouvir mais de uma vez para prestar atenção em tudo, tem tantas influências... é tipo, uma versão hardcore de uma música do Lorna Shore. Os vocais, as batidas, os breakdowns, os riffs, tudo é um soco no ouvido!



-Ronan Furlong - "Samarkand"

"Samarkand" é o novo single do músico irlandês Ronan Furlong. Inspirada na antiga cidade que serviu de oásis cultural ao longo da antiga Rota da Seda, esta canção está repleta de imagens e atmosfera orientais. Apresentando um trabalho de guitarra variado e impressionante e repleta de influências místicas, esta faixa épica flui e reflui em uma jornada que desafia o gênero para inspirar a imaginação do ouvinte.


As guitarras são simplesmente perfeitas, um trabalho deslumbrante! As partes calmas e os vocais, mescladas com as partes mais pesadas, tornam essa música uma obra de arte bastante equilibrada. A letra é linda também, a música toda é bem produzida, com muitas camadas e detalhes.



-Black Fusion - "The World We Used To Know"

Black Fusion é uma banda emergente de metal alternativo de Madri/Espanha, que acaba de lançar seu single de estreia, "The World We Used To Know". Este lançamento marca não só a chegada de uma nova música, mas também a estreia oficial do Black Fusion como uma entidade musical solidificada.


"The World We Used To Know" investiga os temas profundos da transição da infância para a idade adulta, explorando a dura constatação de que o mundo está longe da terra da fantasia em que fomos levados a acreditar.


É uma música com um significado profundo e a letra é muito comovente. Os vocais e as guitarras são emocionantes, não posso comparar ela com nenhuma outra banda que ouvi, e isso é muito legal. Não gosto de prog metal, mas essa música me fez desejar um álbum completo disso!



-Vile Retribution - "I Mørket"

"Frygten" (dinamarquês e traduzido como 'The Fear') é o terceiro álbum do projeto dinamarquês de black metal Vile Retribution.

O álbum é o primeiro a ter letras todas em dinamarquês, o que marca uma mudança da banda, para um estilo mais pessoal. As letras tratam da guerra vista pelos olhos do soldado comum, dos civis que mandam seus entes queridos para o front, bem como de figuras políticas que de alguma forma justificam o envio de milhares de pessoas para a morte.


"I Mørket" é uma das principais faixas do álbum, e já mostra muito poder e potência da banda e de seu novo registro. É uma música crua de black metal old school, as guitarras são emocionantes, e a melodia tem uma atmosfera fria típica do estilo.



-LohArano - "Devl"

O novo EP de LohArano, banda de Madagascar, é movido pela música “Devl” (Devil), e apresenta 6 músicas explosivas com ritmos frenéticos e fortes e sons crus que vão do metal ao punk pop.


“Devl” é a reflexão de LohArano sobre a nossa sociedade, uma música massiva e incisiva, com guitarras, linhas de baixo e ritmo frenéticos como sempre. LohArano nos conta como é ser roqueiro em países onde o rock é subversivo.


Essa música é definitivamente selvagem e insana, eu adorei. Tem o mesmo conceito que o Sepultura teve no álbum Roots, misturar a música pesada com instrumentos e influências brasileiras/indígenas, o resultado foi incrível, e senti a mesma coisa ouvindo "Devl", a energia da banda é incendiária , podemos sentir seu poder através dessa música.



-Bird`s View - "Vienna"

Depois do aclamado álbum de estreia “Red Light Habits”, o seu caminho desde o verão de 2023 tem sido caracterizado por um impulso imparável. Cada show é uma mistura explosiva de ritmos suados, riffs de guitarra selvagens e movimentos brutos. Com uma expressão que lembra os melhores tempos do grunge, eles arrebatam o público da primeira à última batida. Depois de fazer turnês com bandas como Soulfly, Skid Row e Dirty Honey, eles foram chamados de "uma das melhores bandas de rock jovem da Alemanha".


Sua nova música "Vienna" é eletrizante, o refrão é realmente cativante, me peguei cantando a letra várias vezes! Essa música com certeza fará seus fãs implorarem por mais!

O conceito da música também é legal, a ideia de estar completamente desconectado das redes sociais é um pesadelo para a maioria das pessoas, mas essa música nos mostrou que a experiência ainda é possível.


-Black Holiday - "Tranquility"

Misturando o ritmo e a melodia das grandes bandas suecas com a urgência do thrash californiano, bem como a escuridão e o talento musical do black metal, Black Holiday foi uma das principais bandas de metal underground que surgiram em Orange County/EUA no início dos anos 2000. Abrindo para Down, In Flames e outras grandes bandas, eles aprimoraram sua marca de Blackend Death Metal americano com linhas de guitarra intrincadas e elaboradas e melodias inesquecíveis.


A LouckOut Music está relançando os clássicos primeiro EP e álbum da banda, e já adianta que mais está por vir.


"Tranquility" é uma das músicas presentes em seu álbum auto-intitulado. Adorei a combinação do instrumental do death metal melódico com esse vocal de thrash metal, o resultado é definitivamente selvagem.


-Headripper - "Sonic Devastation"

A banda de crossover thrash/hardcore Headripper, baseada em Salem/EUA, tem o orgulho de lançar seu novo single "Sonic Devastation". A faixa, lançada em 8 de junho, mostra o som explosivo e a energia crua da banda, marcando um passo significativo em sua evolução musical.


"Sonic Devastation" segue o lançamento do álbum autointitulado do Headripper

álbum de estreia, lançado em janeiro de 2024. O álbum captura as raízes punk da banda enquanto insinua a direção do thrash metal que sua música futura tomará.


Adorei essas batidas fortes, os vocais também são selvagens! Crossover thrash punk é uma combinação insana, e vocês fizeram isso muito bem, a música é um soco no nosso ouvido.



-Govey/Matthew - "JUSTICE XXIII"

‘JUSTICE’ é uma balada rock comovente, dramática e teatral, uma reminiscência de uma época em que as músicas não eram limitadas por durações restritas e comercialistas. Repleta de atmosfera e mantendo um tema lírico profundamente comovente em seu coração, a balada de rock alternativo lindamente sombria e progressiva da dupla britânica Govey/Matthew é um conjunto criativo atraente de ritmos baléticos suaves, texturas vocais arrebatadoras e esplendor melódico cheio de paixão.


"Justice XXII" é realmente comovente, o refrão, a letra, ambos os vocais são tocantes.

O solo de guitarra final é selvagem, muito melódico, e é possível notar que a banda colocou seu coração nessa nova música.



-Golf Corpse - "Tee Time To Die"

Golf Corpse talvez seja a primeira banda de thrash golf metal que conheço, e me surpreendi com o resultado. A banda caba de lançar seu EP de estreia, autointitulado, e com a premissa ser uma odisséia sem alma que libera o thrash metal em um campo de golfe infestado de zumbis...ambientado imediatamente após o apocalipse.


Cada faixa desfere um golpe assustador na face da sobrevivência com uma força esmagadora, enquanto Golf Corpse agarra os ouvintes pela garganta e se recusa a soltá-los. Desde os riffs emocionantes de “Tee Time To Die”, evocando histórias de destruição certa, até as ameaças estrondosas de “Southern Hills”, a banda causa estragos naqueles que ficam vivos para ouvir...


Ok, thrash golf metal é uma coisa nova para mim, mas parece loucura. Os vocais são doentios, os riffs são emocionantes e tem uma bela combinação de thrash e death/gore.

O Golf Corpse certamente está levando a música extrema a um novo nível!




Comments


bottom of page