top of page
  • Foto do escritorMari Goé

Clamando por resistência, Manger Cadavre? lança clipe de ‘Imperialismo’


A banda de death crust, de São José dos Campos, interior de São Paulo, Manger Cadavre?, acaba de disponibilizar o clipe da faixa “Imperialismo”, que dá nome ao último álbum, em parceria com a Head Label. Assista aqui:

Com atuação de Cris Ribeiro (Demônio do Norte) e Gustavo (Guerrilheiro), além da própria banda, em “Imperialismo”, há a alusão a uma reação dos países explorados por organizações e países imperialistas, em que um grupo captura o personagem. “Nossa ideia era mostrar resistência frente a todas as investidas dos países e organizações que atuam ativamente para nos explorar de todas as formas possíveis – cultural, econômica e politicamente. O grupo guerrilheiro busca sequestrar o grande empresário para se libertar, mas ele escapa impune. Essa é a alusão ao país que mais bombardeia outras nações no mundo e investe em guerras híbridas paralelamente e não é ao menos questionada”, explica Nata, vocalista da banda. O vídeo é o terceiro trabalho que a banda faz com o diretor Walter de Andrade, também responsável por “Bruxas da Noite” e “Caminhos de Ferro”. “Eu praticamente comecei no mundo dos videoclipes através da Manger Cadavre? e sou muito grato por terem me aberto tantas portas. Retornar agora, anos depois, e fazer um novo trabalho com eles foi um lance especial para mim, como rever velhos amigos (a Nata e o Marcelo) e fazer novos (O Bruno e o Paulinho). As divergências criativas, longe de serem um obstáculo, tornaram-se o ponto forte dessa parceria. A Nata e eu trouxemos nossas próprias visões para a mesa, criando uma sinergia que foi da produção à pós. Mas a surpresa mesmo foi o Cris, nosso Demônio do Norte, que nos surpreendeu com a atuação no ponto certo que o personagem pedia! No saldo final, a gravação aconteceu em um dia e saiu completamente conforme planejamos, sem grandes atrasos ou contratempos.” A faixa que dá título ao álbum lançado em abril de 2023, foi gravada e mixada por Otavio Rossato, no Family Mob Studio, em São Paulo, e teve masterização assinada por Davis Menezes. Sobre a Manger Cadavre? A Manger Cadavre? luta pelo fim da exploração. Com letras a partir do recorte de classe, faz um som com influências do crust e do death metal. A banda teve início em 2011 e na discografia conta com os singles, splits e álbuns ‘Existimos’, ‘Sua Justiça’, ‘Origem da Queda’, ‘Limbo’, ‘Senhores da Moral’, ‘Revide’, ‘AntiAutoAjuda’, ‘Inflamar’, ‘Apatia’, ‘Decomposição’ e ‘Imperialismo’.

Manger Cadavre? já se apresentou em grandes festivais nacionais como Setembro Negro, Oxigênio Festival, Abril Pro Rock, entre outros e percorreu em turnê todas as regiões do Brasil por diversas vezes, além de ter concluído sua primeira tour pela América do Sul recentemente.

Manger Cadavre? é:

Nata Nachthexen (vocal) Marcelo Kruszynski (bateria)

Paulo Alexandre (guitarra) Bruno Henrique (baixo)

Comentarios


bottom of page